[google6450332ca0b2b225.html

terça-feira, junho 05, 2018

anotações

Coimbra, 13 de Fevereiro de 1979

Greves. Reivindicações sucessivas a torto e a direito. Um povo subserviente, que recebia e agradecia de chapéu na mão, como favores concedidos, os próprios direitos, exige agora o possível e o impossível, numa desforra serôdia. É o ressentimento. Estamos a vingar no presente a resignação dos nossos avós. As revoluções em Portugal, em vez do triunfo de ideais novos, são ajustes de contas velhas.

Sem comentários:

Publicar um comentário