[google6450332ca0b2b225.html

sexta-feira, setembro 30, 2011

Tradições - Reguengo do Fetal


Nossa Senhora apareceu a uma pastorinha, em Reguengo do Fetal, no século XV, reza a lenda. A fé da população local fez o resto. Milhares de caracóis enfeitam as ruas numa festa religiosa única.
Na noite do próximo sábado as ruas da aldeia do Reguengo do Fetal voltam a ganhar um rendilhado único, com milhares de cascas de caracóis que, com azeite e uma torcida a servir de pavio, serão a única iluminação. A energia eléctrica é cortada e a imagem da Senhora do Fetal deixa regressa da igreja paroquial para o santuário, de onde saiu em procissão no passado dia 23.
A procissão terá como pano de fundo ruas e encostas repletas de de originais candeias alimentadas a azeite. Na prática, serão milhares de caracóis que, nas horas que antecedem as cerimónias religiosas, foram sendo colocados nos múltiplos locais que irão iluminar. O uso dos caracóis e do azeite resulta do facto da população da freguesia se dedicar à agricultura, produzindo maioritariamente vinho, cereais e azeite.
As cerimónias religiosas arrancam cerca das 20h30 e têm vindo a atrair milhares de visitantes à aldeia. Estes festejos singulares já ultrapassaram as fronteiras da freguesia. A aposta agora passa por atrair novos mercados internacionais e Espanha é um dos que as autoridades querem potenciar.

Risco de erupção na ilha de El Hierro, Canárias



Actividade sísmica aumentou e alguns residentes foram evacuados por risco de deslizamentos.
Uma erupção vulcânica na ilha El Hierro, nas Canárias, situada a 545 quilómetros a sul da Madeira, tornou-se uma possibilidade mais próxima com a intensificação da actividade sísmica nos últimos dias. Os especialistas espanhóis não consideram que uma erupção esteja iminente, e ela pode até nem acontecer. Mas, se vier a ocorrer, "à partida, não haverá qualquer problema para a Madeira", diz Teresa Ferreira, vulcanóloga e presidente do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA). "Do que se conhece, as erupções vulcânicas em El Hierro são pouco explosivas", sublinha a especialista. DN, Lisboa

9 de Outubro - data trágica!

9 de Outubro de 1803 foi o dia mais trágico da História da Madeira. Uma aluvião matou mais de seis centenas de pessoas, quando a população da ilha rondava os 90.000 habitantes.
9 de Outubro de 2011 será o dia em que os eleitores avaliarão os responsáveis por uma aluvião financeira, que  destruirá a vida de milhares de madeirenses.
9 de Outubro, dia das solenidades do Senhor dos Milagres e de Nossa Senhora do Patrocínio. Face à irresponsabilidade dos governantes, para muitos madeirenses pouco mais restará do que acreditarem numa ajuda celestial!

por: Raimundo Quintal

o que ando a ler....

"você não é muito lúcido, ó senhor silva, não é mesmo, dizia-me o silva da europa. ai que filho da mãe de homem, o que está você aqui a fazer, perguntava eu.ui, que modos, não me diga que isto vai daqui para uma revolução da malcriadice, acrescentou ele.nas cadeiras do pátio, lá fora ao sol como andávamos nós, os da casa, estava aquele cristiano mendes da silva, o papagaio falante do hospital, o silva parvo. isso não pode ser posto dessa forma, o regime tem muito que se lhe diga, e você é um portista muito fraco, para ter apreciado assim o eusébio, sinceramente. e eu insistia, ó homem, mas você está aqui na conversa há não sei quanto tempo e não me diz o que veio cá fazer. e ele encarou-me com um sorriso insuportável nos lábios e respondeu-me, então, vim para cá como os outros, passa a ser a minha casa, não é normal. e eu afligi-me como se me desse um ataque de coração.ó santos de quem não tem santos, mariazinha da minha vida, digam-me que a minha velhice não vai ficar ainda mais difícil.mas você é um rapaz novo, tem muito para andar.nada disso, já me reformei, e a gente quer mordomias de hotel é quando ainda as aproveita.não vou ficar trancado em casa sozinho a varrer o chão e a fazer sopa, ó senhor silva, pense lá bem.já fiz sessenta e seis anos, pode dizer-se que estou na terceira idade.venho para aqui como hóspede com juízo, para variar, não é. e você é um comunista esquisito, ora confesse lá. ...."

valter hugo mãe in: a máquina de fazer espanhóis

quarta-feira, setembro 28, 2011

Eleições Regionais (publicidade)

"Não vejo buraco nenhum"


fonte:Expresso, Lisboa

Eleições Regionais (publicidade)

o jeitinho do governo central....

A Hipocrisia do Amor ao Povo

Estes amam o povo, mas não desejariam, por interesse do próprio amor, que saísse do passo em que se encontra; deleitam-se com a ingenuidade da arte popular, com o imperfeito pensamento, as superstições e as lendas; vêem-se generosos e sensíveis quando se debruçam sobre a classe inferior e traduzem, na linguagem adamada, o que dela julgam perceber; é muito interessante o animal que examinam, mas que não tente o animal libertar-se da sua condição; estragaria todo o quadro, toda a equilibrada posição; em nome da estética e de tudo o resto convém que se mantenha.Há também os que adoram o povo e combatem por ele mas pouco mais o julgam do que um meio; a meta a atingir é o domínio do mesmo povo por que parecem sacrificar-se; bate-lhes no peito um coração de altos senhores; se vieram parar a este lado da batalha foi porque os acidentes os repeliram das trincheiras opostas ou aqui viram maneira mais segura de satisfazer o vão desejo de mandar; nestes não encontraremos a frase preciosa, a afectada sensibilidade, o retoque literário; preferem o estilo de barricada; mas, como nos outros, é o som do oco tambor retórico o último que se ouve.
Só um grupo reduzido defende o povo e o deseja elevar sem ter por ele nenhuma espécie de paixão; em primeiro lugar, porque logo reprimiriam dentro em si todo o movimento que percebessem nascido de impulsos sentimentais; em segundo lugar, porque tal atitude os impediria de ver as soluções claras e justas que acima de tudo procuram alcançar; e, finalmente, porque lhes é impossível permanecer em êxtase diante do que é culturalmente pobre, artisticamente grosseiro, eivado dos muitos defeitos que trazem consigo a dependência e a miséria em que sempre o têm colocado os que mais o cantam, o admiram e o protegem.
Interessa-nos o povo porque nele se apresenta um feixe de problemas que solicitam a inteligência e a vontade; um problema de justiça económica, um problema de justiça política, um problema de equilíbrio social, um problema de ascensão à cultura, e de ascensão o mais rápida possível da massa enorme até hoje tão abandonada e desprezada; logo que eles se resolvam terminarão cuidados e interesses; como se apaga o cálculo que serviu para revelar um valor; temos por ideal construir e firmar o reino do bem; se houve benefício para o povo, só veio por acréscimo; não é essa, de modo algum, a nossa última tenção.

Agostinho da Silva, in 'Considerações'
 

terça-feira, setembro 27, 2011

Eleições Regionais (publicidade)

Eleições Regionais (publicidade)

Manuscritos do Mar Morto


Documentos foram digitalizados e podem ser consultados online.

Cinco rolos dos Manuscritos do Mar Morto, que incluem alguns dos textos bíblicos mais antigos, estão desde ontem disponíveis na Internet, depois de terem sido digitalizados no âmbito de projecto do Museu de Israel, em Jerusalém, e do Google, e podem ser consultados em http://dss.collections.imj.org.il/. O Livro de Isaías, o Manuscrito da Guerra, o do Templo, o da Regras da Comunidade e o Comentário de Habacuque, o profeta, são os cinco manuscritos desde ontem online, 64 anos depois de os primeiros destes documentos terem sido descobertos em Qumran, a noroeste do Mar Morto, por um grupo de pastores que procurava uma cabra tresmalhada.(fonte DN, Lisboa)

A crise segundo "Einstein"

"Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar "superado".
Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la."

Albert Einstein

segunda-feira, setembro 26, 2011

Morreu Wangari Maathai, Nobel da Paz de 2004

A queniana Wangari Maathai, Nobel da Paz em 2004 pelo seu trabalho na luta contra as alterações climáticas, morreu este domingo aos 71 anos com cancro.
A notícia foi avançada pelo movimento Green Belt (Corredor Verde), do qual foi fundadora. “É com tristeza que a família da professora Wangari Maathai anunciou a sua morte após uma batalha longa e corajosa contra o cancro”, lê-se numa mensagem publicada no site do movimento da primeira africana a ser laureada com o Prémio Nobel da Paz.

Wangari Muta Maathai destacou-se ainda na década de 70 através do combate ecológico no seu país. O seu trabalho só foi, contudo, reconhecido em 2004 quando a Academia Nobel decidiu distingui-la pela sua “abordagem holística para o desenvolvimento duradouro, que engloba a democracia, os direitos humanos e em particular os da mulher”.

A queniana, divorciada e mãe de três filhos, foi sempre descrita como tendo uma personalidade muito forte e uma grande energia, o que lhe permitiu ser pioneira em África na luta pelo Ambiente, pelos direitos humanos e pela liberdade política.

Wangari Maathai nasceu em Abril de 1940 em Ihithe, no centro do Quénia, tendo sido das poucas crianças naquela época a beneficiar do acesso à educação por insistência do seu irmão mais velho que a inscreveu numa escola católica. Nos anos 60 conseguiu uma bolsa norte-americana que lhe permitiu estudar Biologia no Kansas, tendo depois regressado ao seu país onde foi militante do Conselho Nacional de Mulheres do Quénia na luta pelos direitos das suas concidadãs e onde incitou à plantação de árvores para satisfação das necessidades internas sem danificar mais o Ambiente.

Foi em 1977 que nasceu o seu movimento Green Belt, que conseguiu plantar mais de 47 milhões de árbores. Maathai dirigiu, ainda, a Cruz Vermelha queniana nos anos 70 e dedicou-se igualmente a combater o regime autoritário do presidente do Quénia naquela época, Daniel Arap Moi – um percurso que fez com que tivesse tido vários incidentes com as forças de segurança e algumas passagens pela prisão. Com a eleição de Mwai Kibaki em 2002, assumiu a pasta de secretária de Estado do Ambiente entre 2003 e 2005. fonte Publico

domingo, setembro 25, 2011

Democracia na Madeira?

Acabamos de constatar que o blog de um candidato do Partido Socialista às eleições do próximo dia 09 de Outubro foi bloqueado no blogger, como malicioso, por conter opiniões sobre a vida política na Madeira. Tudo aqui é permitido desde que seja para a actividade do lambebotismo ao presidente do governo regional, que vai demonstrando laivos e contradições dignas de análise e tratamento psicológico.
Na Madeira não se celebra o 25 de Abril. A Maioria albertina celebra o 26 de Abril ou o 24, pois acha que o 25 de Abril nada lhe trouxe de bom. Mas trouxe. Trouxe o direito à Autonomia, trouxe a impunidade a quem, à boa maneira de Kadhafy, tudo controla, manda e desmanda, como se vivêssemos num qualquer reino perdido em África.
É tempo de mudar esta república das bananas, onde a pobreza avança a par com de grandes fortunas conquistadas à custa da dívida colossal da Região e que no ano de 2012 se vai reflectir na qualidade, ou falta dela, de vida de todos os Madeirenses.
É tempo de denunciar, é tempo de agir, é tempo de abrir os olhos e, quem gosta da Madeira, apostar na mudança para que haja maior equilíbrio e igualdade entre os Madeirenses.
É tempo de dizer BASTA aos "donos" da Madeira que, a pouco  e pouco, vão escravizando a região, prendendo-a a um endividamento de décadas.
Ainda hoje a Ministra da Agricultura do Governo central PSD/CDS dizia que não transferia os montantes de apoio aos agricultores porque o Governo, ou desgoverno, Regional nunca tinha entrado com a sua parte. Entretanto, o que estes senhores fazem? Acusam o governo central de não ajudar os agricultores quando, a haver falha, é praticada na Região.
BASTA, é tempo de usar o secretismo do voto e mudar o rumo desta Madeira acimentada, endividada, considerada "lixo" pelas agências de Rating internacionais, dada a sua falência.
Tenho esperança que muitos possam ouvir a mensagem de mudança.
E, se por qualquer razão, o "tukakubana" ficar indisponível, não será por muito tempo pois junto do servidor farei valer os meus direitos.

Nota - foto do Dr. Alberto João Jardim, presidente do Governo Regional da Madeira. Talvez nesta altura já adivinhasse que "o rei vai nu"

Eleições Regionais (publicidade)

Algures, num cinema perto de si.......
fonte: net

Eleições Regionais (publicidade)

fonte: net

a felicidade do nosso PR

O Presidente da República Portuguesa, na semana passada, na visita aos Açores, disse que as vacas riam para ele com ar de felicidade...... Parece que sim...

como eu vejo a ilha

às 19h30 do dia 24.09.11 - ao fundo Porto Santo

Pedra Imortal

As pedras
romperam
o silêncio.

Radioactivo
o movimento
radioactiva-se
de amor.

Hoje
o pó
espargiu-se em ternuras.

Somos alma.


Calane da Silva

sexta-feira, setembro 23, 2011

Cesária Évora anuncia fim de carreira

por Lusa e DN.ptHoje

A cantora cabo-verdiana Cesária Évora pôs hoje termo à sua carreira, disse à Lusa fonte da promotora Tumbao, que representa a artista.
A mesma fonte, afirmou que, "apesar da tristeza de Cesária, que não queria abandonar os palcos, por conselho médico vê-se forçada a isso".
Os concertos que a cantora tinha agendado para as próximas semanas, referiu a mesma fonte, ficam todos cancelados.
O anúncio do fim da carreira de Cesária Évora está a ser amplamente noticiado em França, país que a cantira cabo-verdiana adoptou como seu. A edição online do jornal Le Monde dedica-lhe dois artigos de fundo, que pode ler AQUI e AQUI.
"Num estado debilitado"
Cesária Évora, que fez 70 anos a 27 de Agosto, chegou há alguns dias a Paris "num estado debilitado", tendo os médicos que a seguem naquela cidade "imposto que anulasse a próxima digressão".

Satélite da NASA deverá cair hoje à noite

NASA desconhece onde poderá cair o que restar do satélite, depois de ele arder quase todo na reentrada na atmosfera
A hora e o local exactos para a queda do satélite Upper Atmosphere Research Satellite (UARS) da NASA são uma grande incógnita assumida pela agência espacial dos Estados Unidos. A melhor estimativa aponta para hoje, "durante a tarde", pela hora da costa leste dos Estados Unidos, ou seja, logo à noite para Portugal. Para já, uma única certeza: a América do Norte não está na rota de colisão com o que restar deste satélite do tamanho de um autocarro. Os peritos da agência espacial vêem a possibilidade de danos pessoais como "muito remota". O mais provável, dizem, será mesmo um mergulho no Pacífico.

Eleições Regionais (publicidade)

Eleições Regionais (publicidade)

(net)

Tecnologia que transforma o rosto em tempo real

fonte DN,Lisboa
Um novo programa informático 'substitui' automaticamente o rosto de qualquer pessoa por outro, retirado de uma fotografia, por exemplo. A tecnologia foi desenvolvida por Artur Castro, um informático espanhol, e o vídeo de demonstração está a fazer furor na Internet. 

Como se percebe no vídeo, o programa transfere, em tempo real, as características da face de uma pessoa para outra.
Artur Castro demonstra o que o seu 'software' é capaz de fazer com o seu rosto e as imagens de Paris Hilton Barack Obama, Mao Zedong, Michael Jackson, Steve Jobs e até Fidel Castro. Em alguns casos o efeito tem um estranho resultado...
Segundo o jornal britânico "Daily Mail", o programa utiliza as tecnologias Facetracker e Facetracker Library, capazes de transferir de uma face para a outra formas como o contorno dos olhos e a estrutura do nariz e da boca.

quinta-feira, setembro 22, 2011

quarta-feira, setembro 21, 2011

Eleições Regionais (publicidade)

Morreu o pintor Júlio Resende

Júlio Resende morreu hoje, em Valbom, Gondomar, aos 93 anos, disse à Lusa um amigo do pintor.
O corpo do pintor ficará em câmara-ardente na igreja paroquial de Valbom, em Gondomar.
Nascido no Porto a 23 de Outubro de 1917, filho de um comerciante e de uma professora de música, Júlio Resende diplomou-se em pintura, em 1945, pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto.
Fez trabalhos de ilustração para vários jornais do Porto, entre os quais o "Jornal de Notícias", "O Primeiro de Janeiro" e "O Papagaio".
A primeira exposição do artista realizou-se em 1946, em Lisboa, cidade onde conhece Almada Negreiros. Resende volta a viver no Porto em 1951, ano em que ganha o prémio especial na Bienal de S. Paulo. O tema principal da sua pintura é, na altura, a gente do mar.
Professor do ensino secundário, arrecadou em 1952 o Prémio da 7.ª Exposição Contemporânea dos Artistas do Norte, ano em que também executou um fresco da Escola Gomes Teixeira, Porto e fez investigação sobre desenho infantil.(fonte DN, Lisboa)

Eleições Regionais (publicidade)

do site caoazul.com especializado em camisolas e suite-shirts com frases da actualidade

Eleições Regionais (publicidade)

Eleições Regionais (publicidade)

na sequência dos buracos orçamentais que agora começam a ser descobertos na Ma(ma)deira laranja, a minha contribuição e publicidade gratuita ao autor de desvios (e fraudes).

terça-feira, setembro 20, 2011

Eleições Regionais (publicidade)



Eleições Regionais (publicidade)

na sequência dos buracos orçamentais que agora começam a ser descobertos na Ma(ma)deira laranja, a minha contribuição e publicidade gratuita ao autor de desvios (e fraudes).

Cometa Elenin passa a 16 de outubro "perto" da Terra

A passagem do Cometa Elenin "perto" da Terra e o fenómeno na Internet de que "algo catastrófico" pode acontecer no planeta em breve levou a NASA a lançar recentemente um comunicado intitulado "Cometa Elenin não ameaça Terra".
Terramotos, furacões, tsunamis, chuva de meteoros, construção de abrigos subterrâneos na Rússia, compra de kit"s de sobrevivência ou comparações ao hipotético Planeta X são algumas das informações veiculadas na Internet relacionadas com a passagem do cometa Elenin pela Terra.
Segundo cálculos da NASA, o Elenin, cometa detetado a 10 de dezembro de 2010 por Leonid Elenin (Lyubertsy, Rússia) e cujo nome científico é C/2010 X1, atingirá a máxima aproximação da Terra no próximo dia 16 de outubro.
"O que posso dizer para já é que não há perigo algum com a passagem do cometa Elenin, porque vai passar muito longe", disse, em entrevista à Agência Lusa o investigador Nuno Peixinho, do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra e do Centro de Física Computacional.
Aquele cientista português refere ainda que não haverá perigo do Elenin tapar o sol, porque para o conseguir teria de estar a 400 quilómetros de distância da Terra e aquele corpo celeste vai passar a uma distância de 35 milhões de quilómetros, o que equivale quase 100 vezes a distância da Terra à Lua.
"Seria a mesma coisa que um mosquito passar entre nós e o sol, não o vemos", exemplifica o especialista da área da Astronomia, desmistificando também a ideia divulgada na Internet que o Elenin facilite o aparecimento de catástrofes naturais, como tsunamis, porque simplesmente a força da gravidade exercida sobre a Terra pelo cometa "é mínima", sendo, na prática, essencialmente nula. (fonte DN, Lisboa)

segunda-feira, setembro 19, 2011

Jardim

as flores que murcham, tapadas com cimento e compadrios!

a crise

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorros-quentes.

Não tinha rádio, não tinha televisão e nem lia jornais, mas produzia e
vendia os melhores cachorros-quentes da região.

Preocupava-se com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela
estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava e gostava.

As vendas foram aumentando e, cada vez mais ele comprava o melhor pão
e as melhores salsichas.

Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender a grande
quantidade de fregueses.

O negócio prosperava...

Os seus cachorros-quentes eram os melhores!

Com o dinheiro que ganhou conseguiu pagar uma boa escola ao filho.

O miúdo cresceu e foi estudar Economia numa das melhores Faculdades do país.

Finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai
continuava com a vida de sempre, vendendo cachorros-quentes feitos com os melhores ingredientes e gastando dinheiro em cartazes, e teve uma
séria conversa com o pai:

- Pai, não ouve rádio? Não vê televisão? Não lê os jornais? Há uma
grande crise no mundo. A situação do nosso País é crítica. Há que economizar!

Depois de ouvir as considerações do filho Doutor, o pai pensou: Bem,
se o meu filho que estudou Economia na melhor Faculdade, lê jornais, vê televisão e internet, e acha isto, então só pode ter razão!

Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato (e,
é claro, pior).

Começou a comprar salsichas mais baratas (que eram, também, piores).

Para economizar, deixou de mandar fazer cartazes para colocar na estrada.

Abatido pela notícia da crise já não oferecia o seu produto em voz alta.

Tomadas essas 'providências', as vendas começaram a cair e foram
caindo, caindo até chegarem a níveis insuportáveis..

O negócio de cachorros-quentes do homem, que antes gerava recursos... faliu.

O pai, triste, disse ao filho: - Estavas certo filho, nós estamos no
meio de uma grande crise.

E comentou com os amigos, orgulhoso: - 'Bendita a hora em que pus o
meu filho a estudar economia, ele é que me avisou da crise...'


O texto original foi publicado em 24 de Fevereiro de 1958 num anúncio da Quaker State Metals Co




domingo, setembro 18, 2011

No reino da Citrilândia

"Os arrogantes são como balões: basta uma picadela De sátira ou de dor para dar cabo deles."
Madame De Staël
(1776-1817)


Era uma vez…
Era uma vez um reino, um reino especial. Todas as árvores eram de citrinos sobretudo laranjas e limoeiros.
O senhor do reino, o "Único Importante", mandava e desmandava a seu bel-prazer e todos que dele dependiam, obedeciam: servos da gleba, escribas, bobos da corte, polichinelos e até mesmo parte do clero o acompanhavam e abençoava.
Por decreto-lei todas as laranjas apanhadas tinham de ser espremidas mas a qualidade da apanha não tinha as medidas impostas pela União Europeia e quer o sumo, as cascas para doce cristalizado ou as sementes para geleia, tinham pouco aproveitamento.
Neste reino claro que havia limoeiros - alguns até lhes chamavam "árvores da oposição" - que floriam, rescendiam e eram de todo aproveitadas quer para chá, quer na poncha regional, uma bebida típica candidata às 7 maravilhas da "borracheira", quer na aromatização de bolos, pudins e doces. Eram árvores saudáveis imunes à larva mineira que grassava no reino.
O "Único Importante", azedo de inveja, começou a importar todo o tipo de laranjas e seus derivados, gastando o que o reino tinha e não tinha, facultando o acesso àqueles que lhe obedeciam.
E assim se foi formando o reino, assente numa ilha sem bóias, que se foi afundando, afundando…
O povo simples, sempre curioso, começou a ver que o sumo do limão com mel tinha efeitos medicinais e desatou a consumir das árvores da oposição, enquanto as laranjas apodreciam.
Tudo o "Único Importante" tentou: circo, comida farta e promessas, enquanto a podridão era escondida nas catacumbas ou espalhada em aterros.
A notícia correu, não correu Mundo mas correu parte dele.
Vieram então uns senhores de troika, espantados com tal desperdício, para averiguar da doença e tratamento das laranjeiras. Demorariam um mês, se tanto, e o reino viveria desinfestado e livre!
Porém, e nestas histórias tem de haver sempre uma bruxa má, a bruxa má chamada coligação PSD/CDS, lançou um feitiço sobre a troika…
E o reino do "Único Importante" vai continuar infestado, ignorante e iludido.

sábado, setembro 17, 2011

num cinema mais próximo de si....

Quadras - António Aleixo

Forçam-me, mesmo velhote,
de vez em quando, a beijar
a mão que brande o chicote
que tanto me faz penar. 

Porque o mundo me empurrou,
caí na lama, e então
tomei-lhe a cor, mas não sou
a lama que muitos são.  

Eu não tenho vistas largas,
nem grande sabedoria,
mas dão-me as horas amargas
lições de filosofia. 

Vós que lá do vosso império
prometeis um mundo novo,
calai-vos, que pode o povo
qu'rer um mundo novo a sério. 

Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, não parecendo o que são,
são aquilo que eu pareço. 

Eu não sei porque razão  
certos homens, a meu ver,
quanto mais pequenos são
maiores querem parecer.  




Uma mosca sem valor  
poisa, c'o a mesma alegria,
na careca de um doutor
como em qualquer porcaria.

Gosto do preto no branco,   
como costumam dizer:
antes perder por ser franco
     que ganhar por não ser.

sexta-feira, setembro 16, 2011

Penas de dinossauro em âmbar descobertas no Canadá

Ainda há poucos anos se imaginavam os dinossauros cobertos de escamas e não de penas, mas a ciência evoluiu e descobriu-lhes um passado mais fofo. Agora, de uma jazida canadiana bem conhecida por revelar insectos presos em âmbar saiu um variado tesouro de penas de dinossauro e aves antigas, com cerca de 70 milhões de anos, que permitem dar uma espreitadela para a história da evolução das penas.

Onze penas ou protopenas – as penas mais primitivas – preservadas em âmbar foram descobertas, entre 4000 amostras colhidas no Lago Grassy, no Canadá. São do Cretácico tardio e apresentam uma grande diversidade de morfologias, algumas primitivas, outras já bastante avançadas.

“Os espécimes incluem estruturas filamentosas semelhantes às protopenas dos dinossauros não-avianos, que não existem nas aves modernas, bem como penas de aves derivadas que apresentam pigmentação e adaptações para o voo e para mergulhar”, escreve a equipa da Universidade de Alberta, no Canadá, na edição desta semana da revista Science, num artigo que tem como principal autor Ryan McKellar.

“A diversidade de penas que foi identificada pela primeira vez no Jurássico tardio (160 a 145 milhões de anos antes do presente) e no início do Cretácico continuou no Cretácico tardio. [Esta descoberta mostra que] adaptações completas, ‘modernas’, já tinham aparecido antes da extinção dos dinossauros não-avianos”, escreve Mark Norrel, do Museu Americano de História Natural, num comentário à investigação publicado também na Science.

Aves e dinossauros estão relacionados – há quem diga simplesmente que as aves são os dinossauros que sobreviveram à extinção. Mas só na década de 1990, com as primeiras descobertas, sobretudo na China, se começou a colocar a hipótese de que dinossauros que não fossem antepassados directos das aves pudessem ter penas. Desde então, mais de uma vintena de géneros de dinossauros com penas, essencialmente terópodes, como o tiranossauro, foram identificados como tendo o corpo com penas – os seus restos fossilizados deram positivo para beta-queratina, a principal proteína das penas.

Até chegarmos a este ponto, o mistério da origem das penas das aves actuais, que são “estruturas incrivelmente complexas” , deixou os biólogos baralhados, durante muitas décadas, diz Mark Norrel. Até levou Charles Darwin, o pai da teoria da evolução, a proclamar: "Olhar para uma pena na cauda de um pavão deixa-me doente”. (fonte Público)

quinta-feira, setembro 15, 2011

Dia Internacional da Democracia

Dia Internacional da Democracia


 O Mundo assinala hoje, 15 de Setembro, o Dia Internacional da Democracia, com uma reflexão sobre o significado e a importância da efeméride.
 A data foi instituída em Novembro de 2008 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objectivo de promover um valor universal baseado na livre expressão dos cidadãos, para determinar por si mesmo o seu sistema político, económico, social e cultural.
 Segundo as Nações Unidas, a efeméride oferece uma oportunidade para a revisão da situação da democracia no mundo.
 Numa mensagem para marcar o dia, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considera que a data, este ano, também serve como uma lembrança de que a democracia não pode ser exportada ou imposta de fora; ela deve ser gerada pela vontade das pessoas e alimentada por uma sociedade civil forte e activa.
 Disse que as Nações Unidas desenvolvem esforços para fortalecer as instituições e práticas democráticas em todo o mundo. “A ONU apoia eleições livres e justas, incentiva a participação popular pela sociedade civil e estimula o diálogo quando as partes estão em um impasse após uma votação disputada”.
 “Em todos estes esforços, a ONU não procura exportar ou promover qualquer modelo nacional ou regional em particular. Ela trabalha sob o entendimento de que o ideal democrático é enraizado em filosofias e tradições de todas as partes do mundo, que a governação democrática efectiva aumenta a qualidade de vida para homens e mulheres e que a democracia oferece os fundamentos para a paz, a segurança e o desenvolvimento duradouros”, disse o responsável da ONU.
 Neste Dia Internacional da Democracia, “vamos redobrar nossos esforços para apoiar todas as pessoas, especialmente os jovens – os condutores dos acontecimentos importantes deste ano – para fazer da democracia uma realidade em curso. Este Dia pertence a eles. Vamos honrar seus compromissos com uma jornada permanente na democracia
 Entende-se por democracia qualquer forma de organização na qual todos os cidadãos participem no processo de tomada de decisões. As primeiras democracias da antiguidade foram directas.
 O exemplo mais marcante das primeiras democracias directas é o de Atenas e de outras cidades gregas, onde o povo se reunia nas praças e ali tomava decisões políticas.
 Segundo analistas, no mundo actual, o sistema que mais se aproxima dos ideais da democracia directa é o da democracia semi-directa.
 Facto assente é que nos dias de hoje a maior parte das nações tem vindo a adoptar este modelo para melhor gestão da governação da coisa pública e do bem-estar dos cidadãos.(net)
 
Nota da Redacção - Infelizmente, em Portugal, como por exemplo na Madeira, NÃO HÁ DEMOCRACIA. Continuamos a ser governados por um polvo...

impostos em Portugal - saúde