terça-feira, julho 07, 2009

Curiosidades - Kalendae, Calendário



A palavra vem do vocábulo latino Kalendae, que deriva da raiz grega kal, que significa chamar. Kalendae era usado na linguagem sacra para designar a convocação do povo feita no Campidoglio por um dos Pontífices da Roma pagã, quando no céu aparecia a primeira fase da lua crescente. Anunciava-se então as datas da lua crescente (nonae) e da lua cheia (idus). Kalendae é o primeiro dia do mês lunar.
A palavra Kalendarium, entre os romanos, era o registro no qual os banqueiros anotavam os juros correspondentes aos empréstimos no primeiro dia de cada mês. Depois Kalendarium passou a significar a tabela das datas importantes do ano. Lunar S
olar Hindu Juliano Gregoriano Romano Judaico Egípcio Permanente Babilónico Asteca Chinês Rev. Francesa Inca Grego Indígena Muçulmano Maia Maçónico Universal Positivista
O calendário cristão teve o seu início no século VI, quando o abade Dionísio decidiu contar o tempo a partir do ano I do nascimento de Jesus Cristo. Até então a contagem era feita a partir da posse do imperador Diocleciano. Como Roma se tornara Cristã e Diocleciano fora um feroz perseguidor do Cristianismo, era incompatível continuar contando o tempo a partir da sua posse. Para descobrir a data do nascimento de Cristo, Dionísio tomou como marco a data registrada da fundação de Roma. Contou os anos de todos o reinados romanos e chegou à conclusão de que se tinham passado 753 anos da fundação da cidade eterna ao nascimento de Cristo. Esta data define o ano I da era Cristã. Mas, estudos recentes apontam para um erro de quatro anos, provavelmente pelo esquecimento de contar o período que o imperador Augusto governou com o seu nome de baptismo, Otávio (de 27 a 31 a.C). O erro é confirmado pela morte de Herodes, segundo o historiador judeu Flavius Josephus, ocorrida no mês de um eclipse lunar, que para os astrónomos ocorreu no ano 4 a.C. Portanto, quando da passagem oficial para o ano 2009, estamos a entrar no ano 2013 da era Cristã.O calendário cristão tem as suas origens no antigo calendário romano, depois substituído pelo calendário Juliano, no ano de 43 antes de Cristo, e finalmente substituído pelo calendário Gregoriano, promulgado pelo Papa Gregório XIII, em 24 de Fevereiro de 1582. Segue o ano solar, com 365 dias, 5 horas e 49 minutos, divididos em 12 meses. De quatro em quatro anos é acrescentado um dia em Fevereiro, o chamado ano bissexto.

In: net

Sem comentários:

Enviar um comentário